h1

O que há de errado em ser bom?

agosto 25, 2008

Bom, to voltando aqui de novo. Delírios? Ainda não, tão mais parecendo lampejos…
Tentei nesses dias arranjar uma namorada. Fiz tudo que o roteiro manda: Ser educado, sincero, fiel, companheiro… mas parece que não convenço nem filhote de cruz credo! E tudo porque a pessoa me acha muito legal e tal e que não quer me magoar e etc, etc etc… e pra variar, sempre que ouço isso, vem seguido um “Melhor terminarmos!”.
Uma pergunta que eu faço a todos e até a minha própria pessoa sobre relacionamentos… O QUE HÁ DE ERRADO EM SER BOM???
Poxa, cada dia que passa eu to vendo que meu mundo vai ser corroendo mais e mais com manchas negras e rios de sangue! Infelicidade é o ar que respiro atualmente.
Calma, antes que falem “Ah, é coisa de EMO!”, eu aviso: Não sou, nunca fui e nem pretendo ser emo! Mas isso não vem ao caso.
É foda ter que aturar esse tipo de coisa sabe. Luto para ser uma pessoa melhor, uma pessoa aceitável na sociedade. Mas o que ganho em troca? “Ah você é uma boa pessoa e não quero te magoar”? “Você trabalha bem mas não é o que esperamos”? O que vou precisar fazer para ser aceito por uma mulher ou num emprego descente? Virar marginal, falar por gírias e ser mais burro que um repetente de 1ª série do ensino fundamental? Francamente…

Não sei mais o que se passa na cabeça das pessoas de hoje. Por que preferir um inútil do que um útil? Seria medo de não conseguir armar um golpe? Ou medo do companheiro(a) descobrir que você põe um par de chifres? Quem sabe seja medo de ter uma pessoa competente do seu lado que não consiga ser enganada, nem se ela fosse cega, surda e muda? Acho que é isso… Afinal, a geração de hoje é formada mais por seres imbecis que só querem uma noite e nada mais, drogas e farra do que por uma mente sensata que sabe medir a hora do certo e do errado.

Acho que é esse o meu problema… Adaptação ao “mundo real”. Se for desse jeito, morrerei sozinho mesmo, pois não quero me tornar esse tipo de gente que prefere um idiota sem coração do que um amor verdadeiro. Mas infelizmente, nos dias de hoje… há idiotas que preferem ser enganados e humilhados do que serem amados e respeitados…

texto escrito por Gustavo Oliveira

PS: Não estou dando indireta em ninguém… é mais um desabafo mesmo!

h1

Ai caramba! Vou ser titio!!!!

junho 3, 2008

Ora ora… tem coisas na vida que surpreendem até mesmo o ser mais desligado do universo, ou seja, eu!
Semana passada recebi uma notícia até que animadora (nem tanto para a minha mãe, hehehehe)! Minha irmã Laura tá graúda, digo, grávida!!! Vou ser tiozão!!!!
Acho que foi uma das melhores notícias que recebi nesse ano (a outra se eu contar pode gerar conflitos eheheheh [pega escudo anti-nego que me odeia]).
To super feliz… apesar de que eu esperaria que o baby viesse dos meus irmãos Lucas ou Vinícius (de mim não viria pq ninguém me quer T_T… tá, já passou o momento lágrimas de crocodilo). Agora é hora da dona encrenca criar um pouco de responsa, pois cuidar de um neném não é tão fácil quanto muita gente imagina. Podem ser fofinhos, mas depois… as noites vão ser longas, heheheheheh…

Torço para que seja uma menina. Por que? Já veio esse ano dois machos (dos meus primos Thiago e Mateus) e porque eu vou ensinar à minha sobrinha (se for isso mesmo) como distribuir uns bons socos e chutes, ahuahuauhhuahuauh… é zuera! Mas ensinarei a ela a ser feliz e espero que a Laura ensine até melhor que eu, se não… pego ela e o Rafa (meu cunhado) e dou umas remadas na cabeça deles, uhahuauhahuahuuhauha

Quem venha logo o baby!!! Seja menino ou menina, virá saudável e pornto para nos dar alegrias (e tirar o sono da gente, huauhahuahuahu)!
PS: se for menina, prefiro Stefanie ou Larissa… se for menino, chama de Gustavo (ahahahaha… duvido!)

Texto escrito, fomentado (bate os pés), amamentado e arrotado por Gustavo Oliveira, a.k.a Let

h1

Delírio demaaaaaaais! É muita violência mamãe!!!! T___T

junho 3, 2008

Voltei galera!!! Mais delirante que tudo!!!! Minha mente tá uma bagnça danada por causa dessa conversa de TCC e talz. Último ano de facl é realmente um saco se tratando de trabalhos.
Mas voltei ao blog também para dizer que durante esse longo período ao qual eu me ausentei, sofri pra cacete com estudos e vida pessoal.
Nos estudos: rotina maldita! de segunda a sexta você estar apenas centrado no trabalho mais importante de sua carreira, o TCC (é uma opinião minha); ter que aguentar professores malas que, além de dar uma aula chata pra caralho ainda querem fazer chamada pra segurar o povo até as 11 da noite!!! Poxa, será que eles não têm vida não? Será que eles se esqueceram que somos seres humanos e que precisamos de descanso, senão o pique da gente vai lá pra polinésia?
Ontem mesmo. Aula de produtos jornalísticos – impresso. A professora traz uma amiguxa dela (perdoem o portuemo) para dar uma pequena palestra sobre como usar a linguagem nos meios de comunicação. Até que foi interessante, mas eu teria prestado mais atenção se a voz dela não fosse tão irritante! Ao fim da palestra, ao invés dos alunos serem dispensados (como acontece em muitas ocasiões), a nossa amada professora (ao qual irei me referir a sua pessoa pelo pseudônimo Velma) nos fez ir até a sala de computação para dar uma aula chata até as 11 da noite, não deixando entregar o trabalho antes e pior: fazendo chamada!!!! Absurdo total! É minha gente… a Uninove ainda é dez! “dezpresível”, “dezgramada”, “dezorganizada”!

No quesito pessoal: Bom, tá certo que a rotina da facul afeta meu lado pessoal também! Já não sou tão burrico quanto antes, mas ainda me sinto bem afetado mentalmente. Não consigo mais ter a vida de antes, onde eu conseguia associar estudo com trabalho, namoro, amigos e por aí vai. Tirando os amigos da facul (que são demais!!), minha vida fora de lá é vazia. Namoro? Me ferrei já 3 vezes esse ano, sendo que ainda sinto falta da Sa-chan, mas sei que ela apenas quer a minha amizade e se eu for exigir mais que isso, posso acabar estragando algo que pra mim, é hyper valioso. Família? Só converso com a minha mãe e as vezes com minha irmã e meu cunhado (que trarei mais tarde uma boa notícia sobre esses dois pangarés, hehehe). Trabalho? Potz!!! Se a firma não fosse da minha família e não tivesse meus familiares dentro, confesso que já teria feito algo de cunho assassino! Tem gente que até faz algo direito, mas também, eu tenho que aturar cada figura!!! É nego que se acha melhor que o outro, um cara que trocaria a sua mulher por carretel de fio (isso é verdadeiro… ele confessou), um moleque retardado que ainda obedece ordens de um fpd (tá, não falo mais palavrões) que tentou dar o golpe na minha amada mãe, gente fuchiqueira…. enfim, como vou trabalhar contente num lugar que só tem gente lesada??? Sem condições!

Mamãe tinha razão quando me falou “Tá na hora de arrumar outro serviço!”… Mas anda tão dificil conseguir um emprego novo, um estágio…

Enfim, minha vida anda mesmo desse jeito: um delírio absoluto que parece terminar em dezembro desse ano, quando me livro da facul e poderei botar a minha vida em ordem…

Texto escrito, vomitado, pisado e recauchutado por Gustavo Oliveira, a.k.a (também conhecido como) Let!

h1

Desabafo…

fevereiro 20, 2008

Quero ha tempos usar esse blog como um espaço para desabafar! Não aguento mais reprimir essa sensação de mal estar que consome meu corpo, coração e mente há meses!

Queria eu ser de novo aquele garoto de 15 anos, que era inteligente, bom atleta, bom aluno… Mas infelizmente, não tenho como voltar a ser ele. Aos poucos, to começando a me conformar com a minha atual situação: um cara de 25 anos com mentalidade de 15! Um cara que sonha alto, mas tem medo de que seus sonhos não se cumpram! Um cara que tem força de vontade, física e mental, mas que fraqueja a todo momento. Um homem corajoso, que acovarda em momentos em que precisa ser mais sério!

Quem me dera se as coisas fossem que nem eram antes: curtir a família, os amigos… namorar! Hoje, parece que tenho mais facilidade, mas só parece… O Gustavo que tinha 15 anos não era um covarde, que tinha medo de perder tudo, o de 25 é… O Gustavo de 15 anos era super conversador com as pessoas, ajudava a tudo e a todos, o de 25 não. O Gustavo que tinha 15 anos não ficava com medo de perder uma garota, o de 25 fica, ainda mais por que se acha velho.

Se nos dessem o poder de voltar no tempo… eu queria trocar de lugar com o Gustavo de 15 anos. Porque nessa época, ele até se daria bem… porque o velho Gustavo de hoje, tem amigos, uma namorada 10 anos mais jovem que ele ama muito… mas não tem a coisa que mais precisa: ele mesmo! Disse meu amigo Tiago (O saudoso Sephi), que jamais deveria ligar para que os outros falam… com 15 anos, eu nem tava ligando! Queria mais era que o mundo de explodisse! Hoje não… sou obrigado a aguentar minha mãe e irmãos dizendo que sou louco, que to fugindo dos estudos por obesessão material. Ouço não só meu amigo, mas minha namorada também dizer que não devo mais ligar… e o conselho deles, funciona que é uma beleza, mas com seu limite. Chame eu de louco ou de idiota, mas jamais diga asneiras sobre meus amigos e principalmente, sobre a Stefanie, a garota que sempre desejei.

Mas eu quero chegar com esse desabafo no ponto em que, eu possa mostrar ao mundo, que sou uma pessoa comum! Não sou louco, nem depressivo, nem idiota… nem nada! Sou apenas um cara que pretende ter uma vida ao meu modo! Será que eu terei essa chance? Tomara que sim, pois já to travando essa batalha ha anos para ser apenas um mero mortal nesse mundinho barato!

PS: E que se fodam aqueles que me odeiam, que acham que sou uma merda, que pensam besteira de mim, que querem ver a minha pessoa afundar numa desgraça física e mental! Não desejo a morte a ninguém, mas posso simplesmente mandá-los tomar no CÚ!

h1

A era da incerteza

fevereiro 20, 2008

Primeiramente peço desculpas pelo meu sumiço…. motivos: falta de criatividade e de memória (esqueci a senha e o login).

Quem nunca sonhou em ter uma vida boa? Viver bem, ter família, amigos, um grande amor… Acredito que muitos tenham isso em mente. Porém, o dificil não é mentalizar e sim, cumprir. Penso em todos os sonhos que gostaria de realizar, mas vejo que aos poucos, eles estão se afastando de mim, por causa de uma insanidade que consome meu ser aos poucos. É a dura tristeza de ser apenas um louco no mundo.

O ser humano de hoje não é o mesmo de 20 anos atrás, que vivia sempre cheio de esperanças e acreditando que um dia o mundo seria melhor. Atualmente, grande parte das pessoas não usam mais a cabeça para criar um projeto de vida. Pelo contrário, vivem do materialismo, da falsidade, da enganação, entre outras “qualidades” do “homem do século XXI”. Um exemplo disso está na juventude, que antes era reprimida, mas que curtia seus namoros, baladas e amigos, e hoje se tornou uma amostra de filmes pornôs baratos, onde o cara come a menina e sai fora, descartando-a. E pior que tem garota que curte! Por isso que a população mundial cresce absurdamente! Enquanto os jovens pensarem (se é que pensam) e agirem desse jeito, a humanidade pode entrar numa decadência social. É um mal que infelizmente não tem como ser combatido.

Ruim também é saber de pais que proíbem seus filhos de se divertir porque a televisão disse que diversão é ruim, ou pais que não aceitam que sua jovem filha namore um rapaz responsável porque é mais velho que ela. Repreensão por causa dos meios de comunicação? Tudo porque saiu na internet ou na televisão informações que nem ao certo são reais e que fazem uma mãe paranóica com o mundo tirar de seu filho/filha a única forma de se divertir ou proíbirem ela de se tornar uma mulher responsável e deixar ela ao Deus-dará, pra chegar um moleque da mesma idade, engravidar ela e sair fora, chamando a garota de trouxa.

Tá faltando nessa era de incertezas, o bom senso. Não só na sociedade, mas no contexto geral. Não citei os parágrafos acima como uma indireta à mãe de uma amiga minha e à minha sogra, que odeia eu por ter 25 anos e namorar sua filha de 15. Mas digo que falta bom senso para que as pessoas se toquem de que o mundo já tá indo rumo ao caos. Falta um pouquinho de consciencia, de amor, de verdade… É isso que falta à nossa sociedade! Enquanto eles viverem acreditando em crenças e mensagens xulas que aparecem na televisão, rádio, internet, vão continuar sendo o que são hoje: seres humanos incertos!

Um desabafo? Até pode soar assim… Mas se é pra desabafar, eu digo, mas num próximo post!
Abraços^^

h1

A volta do que não foi!!! (dedicatórias inclusas)

julho 10, 2007

Siiiiiiiiiiiiiiiiiim meus caros navegantes, estou de volta! Seus humilde (e até um pouco afetado) capitão está de volta depois de um tempo parado… Motivos??? Ah, claro… os estudos e o estresse diário do serviço me afastara daqui, mas volto cheinho de coisas boas!!!! Mas tenho ótimos motivos que me fizeram voltar a escrever aqui:

1° Faltam 3 semestres para acabar a tortura!
2° Esse mês, eu vou na Anime Friends e finalmente encontrarei o pessoal da net, que adoro pra caramba!!!
3° Rolês fim-de-semanais com a galera da facul, que é demais!!!
4° Família legal sempre comigo^_^
e por aí vai…

Falando em amigos, eu tenho muito a comentar sobre os principais^^

Renata: Super finíssima!!! É uma irmãzona para mim e para toda a galera!!! Sem ela, os rolês não teriam a menor graça. É uma pessoa muito boa e super inteligente, que a todo momento, pode se contar!!!
Luiz: Meu irmão de consideração!!! O cara é um ninja, pois manja de muitas coisas, é super inteligente tbm e adora um rolê (seguido sempre de zuera). Presença garantida nos rolês!!!
Choco, Cadinho, Pomba e Neto: o quarteto fantástico!!! Zuera garantida com essa galera, apesar do choco e do cadinho as vezes não comparecerem à (a+a) bagunça!

Mas vou tbm, falar da galera da Net!!! Sim, são ótimos amigos e amigas que adoro muito tbm!
Stéfanie (conhecida como Sakury, ou Sa-chan): É a mais fofa das minhas amigas^^ Considero ela como uma irmãzinha mais nova!!! Adoro ela demais!! É carinhosa, simpática, inteligente… e desenha muito bem^^ abaixo, um desenho da personagem dela, a Sakury:
A beleza de Sakury *¬*

Doru: Outra maninha minha!!! É meio esquentada mas é de bom coração!!!! Adoro ela tbm!!!
Seph: Um grande camarada!!! Muito sussas e gente finíssima! Zuera garantida com ele!
Miring (Ming-Ming): Divertidíssima!!! Ela é uma grande pessoa e de ótimo coração!!! Mora no Paraná!!!
Lanny(Lan-chan): Pequena guria, que é um amor!!!
Jo: Muito gente boa tbm^^
Deya: Tah sumidinha, mas é uma garota muito legal!!!
Misa: é a minha “mãe da net”!!! Muito legal ela….

Eis as minhas turmas… são como uma família para mim, que eu os adoro demais!!!

Bom, estou de volta ao blog, e aviso: Coisas virão!!! Muahahahaha

Escrito por Gustavo Oliveira!!! dedicado à Stefanie(Sa-chan), minha maninha do coração^^.. adoro vc viu!!!

h1

De Volver à Kazak no densetsu, Borat! (Borat, a lenda Cazaque), quem paga o mico somos nós!

março 4, 2007

Tem coisas que nunca acontecem com a gente, por mais que tentemos. Mas tem cada coisa que a gente reza para não rolar, e quando você já se ligou, acontece!
Ontem foi um dia assim, em que prevaleceu a lógica do “tenha um péssimo momento, mas seja feliz!”. Bom, tiveram “péssimos” momentos sim… a começar pelo grande filme que eu comprei para ver com a minha amada galera da facul… o filme era o “Volver” de Pedro Almodóvar e com a linda, maravilhosa, deliciosa, ai eu morro, Penélope Cruz (cruuuzes)… bom, só ela mesmo salvou o filme, pois o enredo tinha tudo para ser interessante, e acabou sendo mais uma coisa medonha, sem muito dinâmismo.
penelope2.jpg

Depois do filme, bebidas e comida (o Dog tava maior bom), a galera foi ao cinema, se encontrar com nosso amigo de meia-calça, o Robin! Estávamos crentes que o Motoqueiro Fantasma seria o filme da vez, mas novamente, a contradição e a urucubaca adiquirida pairou em nosso grupo, e fomos rumo ao desconhecido filme “Borat”.
borat.jpg
Segundo à wikipedia, Borat é… “Borat Sagdiyev (em russo: Бора́т Сагди́ев) é um personagem ficcional do humorista Sacha Baron Cohen no programa Da Ali G Show. Borat é um jornalista do Cazaquistão que entrevista diversas pessoas. O personagem já estrelou o filme Borat: Cultural Learnings of America for Make Benefit Glorious Nation of Kazakhstan.

O ator britânico Sacha Baron Cohen ataca com rara irreverência e riquissimo humor nichos extremados da sociedade americana. Intolerantes religiosos, homofóbicos, feministas, racistas, entre outros, têm de confrontar opiniões com Borat, um repórter Cazaque incumbido de produzir uma reportagem sobre a cultura americana para um objetivo específico: promover o desenvolvimento do Cazaquistão.

Documentário; esse é o formato em que o filme se desenrola. De fato, a sensação que se tem é que apenas o telespectador sabe que Borat é um falso repórter, já que o ator – de espontaneidade marcante – é muito bem sucedido tanto em carregar o sotaque quanto reproduzir gafes, estas encaradas como fruto das diferenças culturais entre os paises. Tavez por isto, Borat conseguiu em cada situação, levar o interlocutor ao limite do aceitável, o que acaba por gerar situações muitíssimo constrangedoras para os entrevistados e até mesmo para quem assiste ao filme.

Picante; assim é tipo de humor da película. Por satirizar temas como religião, homossexualismo e intolerância racial, quem vai ver o filme deve ter tranqüilidade para lidar com temas polêmicos e situações embaraçosas, pois do contrário poderá eventualmente se sentir ofendido.

A critica aos extremos da cultura americana fica muito bem caracterizada pela profundidade da exposição das pessoas e pela diversidade sociológica das cenas. O documentário cruza os EUA de leste a oeste e rasga o controle emocional de quem aparece pelo caminho”.

Meu comentário sobre esse filme: HORRÍVEL!!! Não descreveriei muita coisa, mas a cena da briga do Borat com o amigo gordão dele, foi tão ridícula, que chega a ser cômica!

Enfim, o filme não prestou e pra variar tive a sorte de quebrar meu dente da frente (sim, o famoso centro-avante) comendo um cachorro quente… Bom, já o Borat nessa foto abaixo, parece ter dado mais sorte que a gente!!!
sem-titulo.jpg

Texto escrito, mimiogafado e lamentado por Gustavo Oliveira!

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.